Follow by Email

08 novembro 2009

Conhecendo o verdadeiro Servo de Deus pelos Frutos.

"Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.
Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?
Assim, toda árvore boa produz bons frutos; porém a árvore má produz frutos maus.
Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má dar frutos bons.
Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada no fogo.
Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.
Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus."
Mateus 7:15-21

É curioso como temos uma grande quantidade de Obreiros (Pastores, Presbiteros e Diáconos) nas igrejas chamadas históricas. A maioria deles concentrados nos grandes centros.
Porém, vemos com pesar que o fervor evangelístico tem perdido o seu calor. Encontramos os tais lideres frequentando cursos e Conferencias com os titulos mais mirabolantes. E pouco ou nada acontece. Igrejas continuam diminuindo de quantidade de membros. Quanto mais "profissionais do púlpito" com todos os títulos comprados ou alcançados, temos menos conquista de almas para Cristo... Isto é muito grave!
Poucas são aquelas que tem um crescimento com mais de 5% ao ano. Li recentemente um Relatório de uma "Regional de uma denominação histórica" que demonstra em nas suas 35 igrejas houve um decréscimo na membresia. Constata-se que muitas igrejas apenas vegetam. E lamentavelmente algumas delas por pouco não voltam a ser congregações dependentes, pois seus membros se foram (muitos deles conquistados pelas "igrejas de pescadores-de-aquário" que pululam pelo país).
Glória a Deus, ainda existem exceções! Poucas são aquelas que mantem reuniões nas Casas dos crentes (Grupos Familiares ou Células) durante a semana. Poucas são aquelas que mantem reuniões de orações pela manhã ou à noite numa casa ou em um templo. Nestas, que conheço, e posso testemunhar pessoalmente - Há conquista de almas e o crescimento do povo de Deus vai acontecendo como consequência.
Aproveito para informar, antes que alguém me escreva anonimamente ou com um nome falso, dizendo que Crescimento de igreja é um termo criado por algum professor nos Seminários dos Estados Unidos. Não prezado leitor: Esta é uma expressão encontrada várias vezes no Livro dos Atos dos Apostolos 2:47; 5:16; 9:31; 12:24 (Foi o próprio Espírito Santo quem fez o escritor bíblico registrar sobre o Crescimento das Igrejas neo-testamentárias. Se não fosse importante para Ele nunca teríamos o registro).
A vontade de Deus, pelo que podemos entender, foi aquela que O levou a Entregar seu Filho Amado, para ser morto em uma cruz. Não foi para que Ele enfeitasse um presépio! Portanto nosso alvo em conhecer a Vontade de Deus é levar salvação para aquele que está perdido em seus delitos e pecados - O Pecador. Não compete a nós determinar quem será ou não será salvo. Devemos pregar o Evangelho (as Boas Novas) a TODA CRIATURA, a tempo e fora do tempo.
Tais lideres em sua grande maioria não estão buscando praticar esta vontade de Deus. Muitos deles estão cansados e deitados num sofá nas tardes de domingo ou estão preocupados em saber como vai a classificação do clube para o qual eles torcem.
Passaram a semana em seus gabinetes lendo ou estudando para mais um curso superior. Engordando sempre. E para desencargo de consciencia fizeram 3 ou 5 visitas a alguns frequentadores de sua igreja durante a semana. Nem que seja só pra tomar um cafézinho...
Mas, no domingo à noite ou pela manhã, um sermão preparado com a aplicação de quase todas as boas regras da homilética e da corrente teológica de algum escritor da idade média ou da atualidade, estará sendo proferido sem muito entusiasmo e com voz de sono em seu púlpito.
Calma querido, leitor! Quem ama a Igreja, fala francamente para Ela! Quem não ama, lisongeia...

Responda para si mesmo, estas solenes perguntas:
Será que é para, apenas isto, que Deus nos chamou para fazer em Seu Reino?
Você já fez Evangelismo pessoal neste ano? Quantas almas você levou a Cristo durante Um ano inteiro??
Você discipulou algum novo convertido durante o ano?
Ou apenas lecionou uma Confissão de Fé para alguns filhos de crentes que não fugiram da igreja?
Eu sei que estou sendo generalizador e muito duro. Na verdade existem alguns poucos que dão seu tempo, com boa qualidade e quantidade, sob muita oração, para a Causa de Cristo.
Quantos pontos de pregação foram criados e atendidos dominicalmente por tais líderes? (Ou será que você sabe apenas criar e enviar outros? Nunca mais você voltou para pregar aos perdidos daquela localidade que você "inventou"?)
Quantos Cursos de Alfabetização de Adultos, de Inclusão Digital (Informática), e outros cursos profissionalizantes você lutou para implantar em sua igreja a fim de servir e testemunhar, "na prática", para a população ao redor de sua igreja? Acrescento que, além de aproveitar o tempo ocioso do seu precioso e dispendioso "templo" que fica uma semana inteira, vazio entregue às moscas e lagartixas.
Quantas congregações foram acompanhadas durante a semana e também no domingo, pessoalmente por você, Pastor titular, e não apenas por aquele Evangelista leigo voluntarioso que você colocou e autorizou a atuar ali?
Quantas congregações foram organizadas em Igreja através do trabalho do pastor e do Conselho ou Diretoria da igreja e não simplesmente eles ficam em suas sedes querendo notícias e nunca vão pessoalmente ver e participar dos acontecimentos.


Louvo a Deus porque não me omiti em fazer mais do que apenas aquilo para o qual fui pago.
Não me preocupo com minha reputação ou a boa ou má impressão que terão de mim ou de meu ministério. Graças a Deus tenho temor a Deus e sei que estarei perante Ele para dar satisfação daquilo que Ele me incumbiu de fazer em Seu Reino. Desejo pelo menos receber um certificado do Senhor: SERVO INÚTIL porque sei que não fiz mais do que minha obrigação.
"Assim também vós, quando fizerdes tudo o que vos for mandado, dizei: Somos servos inúteis; fizemos somente o que devíamos fazer". Lucas 17:10
Porém, vejo que poucos estão fazendo a Obra e a Vontade de Deus. Louvado seja Deus porque ainda existem estes poucos. E o povo das igrejas vai aceitando e tolerando... ou fazendo parte da onda...
Querido Pastor, qual é a sua motivação maior ao aceitar pastorear uma igreja? Estudar na cidade grande de sua denominação ou cumprir o ministério na igreja para a qual você trabalha? Estudar não é o problema. Mas, onde e com quem ficou o campo para o qual você disse a Deus que iria trabalhar?

Você tem frutificado no lugar (cidade) onde você está plantado?
Por amor a você e ao Ministério que Deus nos emprestou
Pastor Caleb Castellani

01 novembro 2009

PASTORES "LIGHT"

Alguma coisa está alterando conceitos e costumes dos "novos cristãos" dos dias atuais.

Tenho me deparado com homens que foram "guindados" socialmente com títulos de liderança religiosa em igrejas "evangélicas", históricas ou não, como "Pastor", "Bispo", "Evangelista" ou até mesmo "Missionário", que em suas maneiras de agir foge totalmente daquilo deixado registrado na Palavra de Deus.

Fico pensando como pode alguém que um dia sentiu o desejo de se tornar um pregador e foi separado em sua comunidade para o "sagrado ministério". Foi estudar em um Seminário, pois desejava "se preparar melhor" e depois que terminou - se é que alguém termina, foi examinado porque aprendeu a responder as perguntas teológicas e ao ser "aceito" foi ordenado "Ministro", e, com o passar do tempo perdeu o foco?

Certa vez conversando com um presbítero que estava com dificuldades em encontrar pastor para sua igreja, ele mencionou o desserviço de um determinado presidente de sínodo, também presbítero, que jurisdicionava seu presbitério: "Aquele homem sabe citar mais artigos da Constituição da denominação do que versículos da Bíblia. Penso que ele não conhece muitos princípios da Palavra de Deus. É um individuo focado em seus próprios interesses para se manter no poder." E concluiu, "Deus o converta!"

Pergunto "aos meus botões" como é que pode um indivíduo ter tido tantas oportunidades e desviar o FOCO que possivelmente possuía antes ou pelo menos enganava muito bem?

As oportunidades do obreiro cristão, são: Edificar a igreja trazendo estudos e mensagens que despertem o povo para o serviço cristão, evangelizar aos perdidos, conhecer profundamente a Bíblia para RESPONDER a todos aqueles que questionarem a "RAZÃO DE NOSSA FÉ", e para isto é necessário conhecer a "defender a fé que uma vez por todas foi dada aos santos" (Judas 3) e as doutrinas da Bíblia fazer visitas em hospitais, asilos e orfanatos, atender os carentes na alma para aconselhá-los e levá-los perante o Trono de Toda Graça.

Infelizmente, muitos "obreiros" são reprovados porque perderam de vista este tipo de trabalho e passam a se dedicar à "politicalha" eclesiástica, aos conchavos de bastidores e tornam-se "LIGHTS" como estão ensinando algumas linhas de pensamento para liderança de igrejas: não pregar sobre pecado, não mencionar os nomes dos pecados do homem moderno.
Não aceitam a Bíblia toda alegando que "determinadas ações de Deus foram apenas para aquelas épocas e hoje Ele não realiza mais aqueles atos".

Isto me leva a lembrar daquele lindo cântico inspirativo do Pr. Paulo César do Grupo Logos:


"Obreiro aprovado"

Você lembra quando foi
Que o Senhor o separou
Dentre todos os amigos,
Dentre os entes mais queridos?
E lhe encheu a alma toda de paixão tão desmedida
Pelas almas, pelas vidas,
Que não sabem pra onde vão?
Mas o tempo foi passando,
E a paixão se esfriou...

Óh meu Senhor,
Responda-me: Por que?

Você precisa ser obreiro aprovado
E não ser acusado por ninguém.
Andar como meu filho andou
E amar com o genuíno amor
Que eu lhe dei. Mas...
Se me buscar na Palavra, de coração na palavra,
Eu dou-lhe Minha palavra:
Me achará, e aprovado será.


Entendo que este cântico fará sentido para aqueles que tem temor de Deus e amam a Deus. E que um dia realmente foram separados pelo Senhor para Serví-LO em Sua Seara. Para os que se enganam e enganam o rebanho de Deus, não fará sentido algum.

Meu parceiro de Ministério Pastoral, pergunto a você:
Você mudou o foco de seu ministério pastoral para atender algumas conveniências e se manter na liderança de alguma igreja?
Qual a motivação para você estar na cidade em que você está? O Campo (A Obra de Deus) ou alguma conveniência para seus próprios estudos e os estudos de seus filhos?
Você continuará sendo aquilo para o qual foi preparado ou já nem se lembra o quê foi que o levou a ser "pastor"?

A única maneira de alguém retomar as metas para quais foi preparado é se tiver "TEMOR DE DEUS". Se não tiver não haverá remédio. O destino será aquele perante o qual todos estaremos perante: O JULGAMENTO FINAL DE CRISTO.
E aqueles que foram fiéis ao Seu Senhor que os Vocacionou (chamou) e os colocou na Seara e cumpriu-a cabalmente, ouvirão:
"Venham, benditos de meu Pai! Recebam como herança o Reino que lhes foi preparado desde a criação do mundo. Pois eu tive fome, e vocês me deram de comer; tive sede, e vocês me deram de beber; fui estrangeiro, e vocês me acolheram; necessitei de roupas, e vocês me vestiram; estive enfermo, e vocês cuidaram de mim; estive preso, e vocês me visitaram’.
“Então os justos lhe responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome e te demos de comer, ou com sede e te demos de beber? Quando te vimos como estrangeiro e te acolhemos, ou necessitado de roupas e te vestimos? Quando te vimos enfermo ou preso e fomos te visitar?’
“O Rei responderá: ‘Digo-lhes a verdade: O que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram’." (Mateus 25:34-40 NVI)

Os que foram "LIGHTS" ou politiqueiros, isto é, nunca foram convertidos, apenas aderentes chegando a liderar uma associação religiosa, ouvirão: "Malditos, apartem-se de mim para o fogo eterno, preparado para o Diabo e os seus anjos. Pois eu tive fome, e vocês não me deram de comer; tive sede, e nada me deram para beber; fui estrangeiro, e vocês não me acolheram; necessitei de roupas, e vocês não me vestiram; estive enfermo e preso, e vocês não me visitaram’. Eles também responderão: ‘Senhor, quando te vimos com fome ou com sede ou estrangeiro ou necessitado de roupas ou enfermo ou preso, e não te ajudamos?’ “Ele responderá: ‘Digo-lhes a verdade: O que vocês deixaram de fazer a alguns destes mais pequeninos, também a mim deixaram de fazê-lo’. “E estes irão para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna”." (Mateus 25:41-46)

Com certeza os "farizeus de plantão" se levantarão para questionar dizendo que estes não poderão ser pastores de denominações históricas e "bíblicas" (como se isso fosse imunidade para a perfeição).

No julgamento final, veremos!

O importante é que esta mensagem leve muitos a buscar servir ao Senhor com Zelo:
"Continue o injusto a praticar injustiça; continue o imundo na imundícia; continue o justo a praticar justiça; e continue o santo a santificar-se. Eis que venho em breve! A minha recompensa está comigo, e eu retribuirei a cada um de acordo com o que fez." (Apocalípse 22:11-13 NVI).


Por amor,
Pastor Caleb Castellani

Soli Deo Gloria!

Já escrevi um outro post sobre outra categoria de "Pastores Light" Clique aqui para ler






___________________________
Você deseja convidar o Pr. Caleb para ministrar uma Conferência sobre o Tema O Pastoreio de Almas, ou, Deseja realizar um Curso Prático de Evangelização Pessoal em sua igreja?

Escreva-nos solicitando nosso Catálogo para:
Missão Apologia
missao.apologia@bol.com.br

28 maio 2009

Pastor diz: "ESTOU DESANIMADO COM A IGREJA"

A propósito do texto que encontrei no Blog "Reflexões Bíblicas" - SOLDADO FERIDO e uma citação desconhecida, porém muito verdadeira: "A igreja é o único exército que abandona os seus feridos em combate", resolvi publicar novamente um texto que havia retirado.

Estou surpreso e ao mesmo tempo consternado. Apesar de já ter visto de tudo...

Extraí o texto do site “Presbiterianos On-line” do qual faço parte. http://presbiterianos.ning.com/profiles/blog/show?id=2370668%3ABlogPost%3A83222&xgs=1

“Oi, a graça.
Nem sei se você lerá esta mensagem, mas, enfim, preciso desabafar. Há anos pastoreio a igreja. Estudei muito para chegar onde cheguei, acreditando que o estudo me daria boas condições para exercer um ministério profícuo, de alto nível, e, principalmente que a igreja seria alimentada, e saciada, sempre quisesse mais de mim.

Por outro lado, estudei também porque no mundo em que vivemos, as pessoas são respeitadas pela bagagem que possui, pela instrução adquirida sob muito esforço e dedicação; porque se o mercado de trabalho está tão exigente quanto á qualificação profissional, acredito que eu preciso oferecer o melhor para Deus, não no céu, lá Ele não precisa de mim, mas aqui, na Sua igreja, onde Ele conta comigo, assim, pensei: "se serei um pastor, preciso ser o melhor".


O Seminário me ensinou muita coisa em 5 anos de Graduação em Teologia: Grego e Hebraico, Heresiologia, Homilética, Filosofia, Psicologia, Missiologia, Português, Hermeneutica...que saudade. Meus professores e professoras foram pessoas muito dedicadas no ensino, quero aqui agradece-los(as).

...Mas, nunca estive tão desanimado com a igreja...


Eu amo o ministério. Pregar a palavra me é um enorme prazer. Visito as ovelhas. Amo-as. Mas nestes momentos tenho só vontade de chorar. Trabalhei todo este tempo na igreja porque acreditava que a igreja poderia crescer, que as almas poderiam ser alcançadas, e que eu poderia falar de Deus para um número maior de pessoas. O sermão é sempre meticulosamente preparado, e prego-o com tamanha altivez que me falta a voz no dia seguinte. Que bênção pregar a Palavra!

Hoje, não sou tão jovem quanto quando iniciei esta caminhada. Se pudesse, gostaria de indicar uma outra disciplina para o Seminário, uma disciplina que preparasse os futuros pastores para os fracassos ministeriais; uma matéria que dissesse aos futuros pastores que eles não seriam amados nas igrejas que fosses pastorear, porque o seu salário abocaria uma fatia da arrecadação da igreja, e esse dinheiro seria melhor se ficasse na conta bancária da igreja, rendendo o prazer de relatar aos concílios os valores aplicados nas agências bancárias. Uma matéria a mais seria interessante para esclarecer aos futuros pastores que eles serão como os técnicos de futebol, não no que diz respeito ao salário, nem aos contratos, mas quanto aos resultados, ou seja, se não produzir (sozinho) ele será descartado, pois "gente desempregada" tem muitos, e é só estalar os dedos que muitos aparecem, até para ganhar um pouco menos. Assim eles não se assustariam em ter que trabalhar sozinhos e ainda assim, serem demitidos por perderem duas seguidas.

...Mas, nunca estive tão desanimado com a igreja...


Mas se ainda me permitem, gostaria de indicar somente mais uma matéria. Uma que nos deixasse como "calos" endurecidos, sem sensibilidade, quem sabe uma disciplina que nos tirasse o coração de carne, e implantasse um "chip", daqueles liga-desliga, apaga, deleta. Desta forma pastores enfartariam menos, chorariam menos, sofreriam menos, desanimariam menos.

...Mas, nunca estive tão desanimado com a igreja...


Acho que a culpa é minha mesmo. Nunca meus professores disseram que eu deveria ter esperança, que eu deveria confiar na igreja, que eu seria amado e respeitado só por ser um pastor. O que é ser um pastor?! Ser pastor... é ser nada! A culpa é minha mesmo. Eu é que me iludi com aquilo que ninguém disse que aconteceria, foi somente coisa da minha cabeça, por isso estou sofrendo agora. Quem sabe chegou meu tempo. O tempo de eu entrar em minha caverna pessoal como Davi, como Elias, e esperar a morte chegar. Ela é o fim, talvez um novo começo.

Ah como eu almejo esta nova terra.


O amanhã não me pertence...Mas, nunca estive tão desanimado com a igreja...
Se você está lendo estas palavra, queria te dizer, não perca seu tempo. É apenas um desabafo. Pastor não tem com quem falar mesmo, ele sofre sozinho. Às vezes não desabafa com a família para não faze-la sofrer, e não desabafa com a igreja, porque ela é a sepultura de muitos deles, assim, a gente tem medo.

Só quero entrar em minha caverna e chorar. chorar na minha velhice por acreditar tanto, por sonhar tanto, por sofrer tanto...

Essa é minha caverna, por favor, deixe-me sozinho. Como sempre estive no ministério, terminarei os meus dias...sozinho, sonhando...

...Mas, nunca estive tão desanimado com a igreja...


Desculpe, não posso escrever meu nome. Não posso demonstrar tristeza, desânimo, lágrimas. A igreja não quer homens, ela quer "super heróis", e, para eles eu sou um. Assim, não posso mostrar minha verdadeira identidade, senão eles me dispensam.

Um pastor, velho, sonhador”.


Postado pelo Rev. Alexandre Ferreira Pevidor em 25 maio 2009
Blog do Rev. Alexandre Ferreira Pevidor

http://presbiterianos.ning.com/profiles/blogs/estou-desanimado-com-a-igreja
Extraído do “Orkut” dos Presbiterianos On-Line

------------
“Agora dou meu pitaco:

Pois é gente... e eu que também pensava que estava sozinho nessa decepção...


Com a "igreja, Instituição dos homens", cheia de donos. Que oram a Deus, mas "trançam seus pauzinhos" e depois dizem que Deus fez o melhor... Homens que não levam Deus a sério e se mancomunam com grupos secretos e obscuros. Com esta eu não estou desanimado, estou sim, sem qualquer esperança.


Porém com a Igreja - Corpo de Cristo, Triunfante, e que nunca recua, mas só avança contra as portas do inferno. Que nunca negocia conveniências com as trevas. Esta sim nunca me desanimou nem desapontou. É ao Senhor desta Igreja, com I maiúsculo a quem sirvo e nunca me desamparou. Aleluia!

Abraços,
Caleb

16 janeiro 2009

UM PASTOR DE CORAGEM

Interessante oração feita em Kansas na sessão de abertura do Senado deles. Parece que oração de confissão de pecados ainda chateia muitas pessoas.

Quando pediram para o Ministro Evangélico, Rev. Joe Wright, abrir a nova sessão do Senado do Kansas, todos estavam esperando o tradicional discurso, mas ao contrário,  foi esta oração de confissão dos pecados que eles ouviram:

"Pai celeste, nós estamos diante de Ti hoje para pedir Teu perdão e para buscar Tua direção e liderança.

Nós sabemos que Tua palavra diz, 'Cuidado com aqueles que chamam o mal de bem,' mas isto é exatamente o que temos feito.

Nós perdemos nosso equilíbrio espiritual e revertemos nossos valores.

Nós exploramos os pobres e chamamos isso de loteria.

Nós recompensamos preguiça e chamamos isso de bem-estar.

Nós cometemos aborto e chamamos isso de escolha.

Nós matamos os que são a favor do aborto e chamamos de justificável.

Nós negligenciamos a disciplina de nossos filhos e chamamos isso de construção de auto-estima.

Nós abusamos do poder e chamamos isso de política.

Nós invejamos as coisas dos outros e chamamos isso de ambição.

Nós poluímos o ar com coisas profanas e pornografia e chamamos isso de liberdade de expressão.

Nós ridicularizamos os valores dos nossos antepassados e chamamos isso de iluminismo.

Sonda-nos, oh, Deus, e conhece os nossos corações hoje; nos limpa de todo pecado e nos liberta.

Amém!"

A resposta foi imediata.

Um número considerável de legisladores saíram durante a oração em forma de protesto. Em 6 semanas, a igreja chamada Central Christian Church, onde o Rev. Wright é pastor, recebeu mais que 5.000 ligaçoes e apenas 47 foram negativas. A igreja agora está recebendo pedidos internacionais de cópias desta oração, como a Índia, África e Korea.

O comentarista Paul Harvey colocou essa oração no ar no seu programa de rádio 'O Resto da História', e recebeu o maior índice de ouvintes que o seu programa já teve.

Com a ajuda do Senhor, deixe essa oração ir para todo o canto da nossa nação. Para que essa oração, novamente, de todo o nosso coração volte a ser nosso desejo, para que possamos ser chamados 'uma nação dirigida por Deus'

__________________________


Você deseja convidar o Pr. Caleb para ministrar uma Conferência sobre o Tema O Pastoreio de Almas, ou, Deseja realizar um Curso Prático de Evangelização Pessoal em sua igreja?

Escreva-nos solicitando nosso Catálogo para: 

Missão Apologia
missao.apologia@bol.com.br